Orientação

Todos os media e redes sociais online podem ser usados para aumentar a consciência e fornecer informação sobre uma questão de advocacia.

É possível usar histórias de sucesso bem documentadas do serviço de ARVBC ou de outros serviços de ARVBC na área da advocacia. Por exemplo, apresentando dados que demonstrem as elevadas taxas de rastreio de infeções pelo VIH e as elevadas taxas de ligação aos serviços de saúde. Estas duas variáveis são dados fundamentais para convencer decisores na área da saúde pública, uma vez que são partes centrais do continuum de cuidados de saúde na área do VIH.

Outras estratégias para representar a comunidade, participar na criação de políticas/alterar decisões e obter um melhor acesso aos serviços são:

  • Pedir a inclusão em comités e conselhos consultivos;
  • Criar relações profissionais com decisores politicos;
  • Estabelecer parcerias e redes com outras organizações que estejam a advogar por uma alteração relacionada com aquela que defendemos;
  • Recrutar como aliados pessoas que têm influência na definição de políticas e tomada de decisão.

O manual da ILGA para a advocacia de direitos LGBT é um recurso útil nesta área:  www.eidhr.eu/files/dmfile/advocacy_manual_www1.pdf