Serviços de ARVBC

Infraestrutura

Os serviços de ARVBC necessitam de uma infraestrutura, mesmo que de pequenas dimensões, para funcionar. Isso traduz-se em espaço e tempo para trabalhar de forma eficaz. Esta secção trata dos requerimentos práticos para gerir um ARVBC.

Item O seu serviço de ARVBC tem isto em prática? Existe um padrão, diretriz, plano, política, procedimento, contrato ou acordo documentado? Está adaptado às condições e necessidades locais? Está a funcionar como pretendido? Ação
Localização e configuração do espaço
Descrição

Descrição

Um serviço de ARVBC tem por objetivo ser facilmente acessível à comunidade HSH. É por isso que a uma escolha ponderada da localização e da configuração do espaço poderão melhorar os resultados.

 

Orientação

Orientação

Na qualidade de serviço de ARVBC dirigido a uma população em específico, um dos detalhes mais importantes para a localização de um checkpoint é a sua proximidade física da população vulnerável à qual se destina.

Podem ser desenvolvidas duas estratégias:

A “estratégia sedentária”: o rastreio é disponibilizado no espaço do serviço de ARVBC.
A “estratégia móvel”: o rastreio é disponibilizado no espaço dos parceiros comunitários, em espaços de socialização gay (bares, saunas), lojas, salões de cabeleiros, em farmácias, etc. Quando não existem condições para fazer o rastreio, não há garantia de confidencialidade, segurança e higiene, as unidades móveis (carrinhas) oferecem a possibilidade de mudança de localização e podem ser usadas perto dos locais mais frequentados por membros da comunidade.

Fonte COBATEST: Guide to doing it better

Principais critérios para escolher a localização e configuração do espaço:

  • Proximidade de locais frequentados pela população chave
  • Ambiente de confidencialidade
  • Localização neutra
  • Ambiente acolhedor
  • Proximidade de transportes públicos

 

Adaptação

Adaptação

Dependendo das necessidades e condições de vida dos HSH locais, serão várias as localizações que preenchem os critérios acima indicados.

Dependendo da localização, alguns critérios poderão ser mais importantes que outros: se a população chave forem homens gay fora do armário que frequentem bares e saunas gay numa determinada área da cidade, a proximidade será mais importante que o caracter neutro e confidencial da localização, mas se a população chave for desfavorecida e a discriminação dificultar a saída do armário, uma localização neutral e confidencial e a proximidade de transportes públicos poderão ser prioritárias.

Por exemplo, o serviço de ARVBC de Barcelona é facilmente reconhecido e está localizado na área de diversão noturna da população gay da cidade, enquanto o checkpoint de de Atenas e o Legebitra em Liubliana têm localizações centrais, mas mais neutras, com uma sinalética mais genérica.

Alguns serviços de ARVBC não têm qualquer tipo de sinalética para além de uma campainha à porta, por exemplo, respondendo assim às preocupações dos utentes com a possibilidade de serem vistos a entrar num checkpoint. Estas decisões têm de responder ao feedback dado pela população chave e é importante que este seja dado regularmente, uma vez que as perceções mudam.

Opções para reduzir custos:

  • Partilhar um espaço com organizações comunitárias já existentes, sobretudo se existirem gabinetes livres fora do horário laboral;
  • Considerar a escolha de um serviço móvel e de outreach ao invés de um checkpoint num local fixo.

 

Melhoria de qualidade

Melhoria de qualidade

Ter o contributo direto da população chave sobre as suas necessidades e preferências e contra com a sua participação na tomada de decisões irá ajudar a escolher uma localização adequada.

A ferramenta Participatory Quality Development tool (PQD) oferece métodos para consultar e envolver HSH, mesmo que o tempo seja escasso e sejam poucos os recursos disponíveis.

Para aceder à ferramenta e obter informações sobre como as utilizar, visite www.qualityaction.eu.

 

Plano de Ação

Plano de Ação

Este Plano de Ação irá permitir-lhe trabalhar diretamente os itens que identificou como sendo prioritários (campos a amarelo e/ou vermelho na checklist). Indique atividades tão específicas quanto possível. Poderá fazer download da versão final de cada Plano de Ação num documento em formato xlsx e imprimi-lo posteriormente. O Plano de Ação servirá de base para o futuro planeamento, implementação e avaliação.

O Plano de Ação apresenta uma sequência de passos a seguir, ou de atividades que devem ser desenvolvidas para que uma estratégia tenha sucesso. O Plano de Ação tem quatro elementos principais: (1) o que será feito (tarefas específicas), (2) por quem (responsabilidade), (3) até quando (prazos) e (4) como será monitorizada a implementação da tarefa.


→ Copiar para plano de ação
Salas e infraestrutura
Descrição

Descrição

O funcionamento de um serviço de ARVBC exige um número mínimo de espaços adequados para aconselhamento e rastreio confidenciais, bem como mobília e outro equipamento.

 

Orientação

Orientação

 

Dada a ampla variedade de espaços e respetivas configurações usadas em serviços de ARVBC, de gabinetes em lojas, gabinetes temporários em espaços já existentes de organizações comunitárias ou centros de saúde, a unidades móveis em carrinhas e equipas de outreach em espaços de socialização HSH, não existe uma única forma de criar um espaço.

Talvez seja melhor observer os vários exemplos de checkpoints e unidades móveis antes de tomar uma decisão e depois pedir os contributos dos membros da equipa.

Poderá ver aqui alguns exemplos:

http://mycheckpoint.gr/?page_id=125
http://www.checkpointlx.com/
https://aidsfondet.dk/Få-hjælp/Få-en-hiv-test-i-Checkpoint

 

Adaptação

Adaptação

A configuração do espaço tem de garantir que a receção, sala de espera, gabinete de rastreio, aconselhamento e trabalho administrativo decorrem de forma a garantir um ambiente acolhedor e a confidencialidade e segurança do serviço.

Existem questões práticas que irão influenciar a forma como o espaço disponível é adaptado e como é organizada a mobília e equipamento. Algumas dependem da legislação local (saídas de segurança e acesso a pessoas com mobilidade reduzida, por exemplo) e outras têm de responder às condições de vida e expetativas culturais da população chave, bem como às dos funcionários – os remunerados e os voluntários.

Por exemplo, a receção e as salas de espera poderão ter de ser separadas para responder a receios com a confidencialidade. Pôr música ambiente fora do gabinete de rastreio e aconselhamento e ter mecanismos de isolamento sonoro no interior dos mesmos poderá aumentar a privacidade e o sentimento de segurança dos utentes. O tipo de decoração também poderá ter um impacto no modo como os utentes se sentem acolhidos.

Opções para reduzir custos:

  • Comprar mobília já usada;
  • Envolver voluntários da comunidade na preparação e decoração dos espaços;
  • Procurar patrocínios para mobília, veículos e equipamento.

 

Melhoria de qualidade

Melhoria de qualidade

A pergunta dois das Self-evaluation Grids do Euro HIV EDAT foca-se na forma como o serviço é organizado para responder à população chave. Os contributos de funcionários durante a fase de planeamento ou mesmo quando são feitas alterações poderá ajudar a configurar o espaço de acordo com as normas relevantes e torná-lo propício ao tipo de trabalho. Consultar os voluntários e a população chave sobre as suas necessidades e preferências poderá ajudar a tornar o espaço mais acolhedor e confortável.

A ferramenta Participatory Quality Development (PQD) apresenta métodos de consulta e envolvimento de stakeholders, mesmo quando o tempo e recursos disponíveis são reduzidos.

Para aceder à ferramenta e obter informações sobre como a utilizar, visite www.qualityaction.eu.

 


→ Copiar para plano de ação
Horário de funcionamento
Descrição

Descrição

Por horário de funcionamento entende-se os dias e horas em que o serviço de ARVBC está aberto para aconselhamento e rastreio.

 

Orientação

Orientação

Escolher o melhor horário de funcionamento é algo fundamental para o sucesso de um serviço de ARVBC. Um horário que facilite o acesso de HSH poderá maximizar a probabilidade de sucesso no alcance daqueles que se encontram em situação de maior vulnerabilidade à infeção pelo VIH.

Em alguns casos, um local fixo para o serviço de ARVBC com horário definido não é suficiente e poderá ser substituido ou complementado por uma unidade móvel e/ou trabalho de outreach em locais frequentados pela população chave.

Exemplo

De forma a ser compatível com a vida das pessoas, o serviço de ARVBC deve:

– Estar localizado em áreas de fácil acesso;

– Ter um ambiente confortável e acolhedor;

– Disponibilizar serviços móveis e organizar atividades de outreach de forma a chegar àqueles que não iriam (ou não poderiam ir) ao serviço de ARVBC e àqueles que fazem o teste por essa oportunidade se ter proporcionado;

– Disponibilizar serviços gratuitos ou de muito baixo custo;

– Ter um horário de funcionamento que vá além do horário laboral (ao fim do dia ou fim de semana).

Fonte COBATEST: Guide to doing it better

 

Adaptação

Adaptação

É importante adaptar o horário de funcionamento aos hábitos locais, às condições, necessidades e preferências da população chave. Na maioria dos casos, tal significa abrir o serviço fora do horário laboral, incluindo ao final do dia e fins de semana.

O horário preferencial da população chave poderá ser de gestão difícil para funcionários e voluntários. É possível que tenham de ser feitos alguns ajustes ao horário de funcionamento após a inauguração do espaço e o período inicial de funcionamento.

Incluir perguntas sobre o horário de funcionamento nos questionários de feedback dos utentes poderá ajudar adaptações futuras.

 

Melhoria de qualidade

Melhoria de qualidade

Consultar a população chave, os funcionários e voluntários sobre o horário de funcionamento durante a fase de planeamento ou quando este for alterado é necessário para aumentar o acesso e adesão ao serviço.

A ferramenta Participatory Quality Development (PQD) apresenta métodos de consulta e envolvimento de stakeholders, mesmo quando o tempo e recursos disponíveis são reduzidos.

Para aceder à ferramenta e obter informações sobre como a utilizar, visite www.qualityaction.eu.

 


→ Copiar para plano de ação
Imprima Lista de Verificação

Plano de ação

Serviços de ARVBC
Infraestrutura
ItemO que será feito?Quem o fará?Quando?Como será monitorizado?
Copie o item da lista de verificação acima
Copie o item da lista de verificação acima
Copie o item da lista de verificação acima
Imprima Plano de Ação